Consórcios Mestral e Doutoral

Eastway University of Humanities

 

CONSÓRCIO A

26/04 – 09h00 – LABINFOR – Sala 102 – Bloco C – CED

 AS BASES DE DADOS DOS NÚCLEOS DE PRÁTICAS JURÍDICAS COMO FONTE DE CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO EFICAZ PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA

 Mestranda: Tatiane Priscila Fortunato

Banca: Dr. Adilson Luiz Pinto e Dr. Marcelo Minguelli

O estudo abrange a Ciência da Informação, sua ênfase na acessibilidade da informação para a disseminação do conhecimento, sua interdisciplinaridade, conectada com o Direito Constitucional, demonstrando a importância dos dados e informações, coletadas, processadas e apresentadas pelos Núcleos de Práticas Jurídicas. Incide, no levantamento e análise dos dados para a utilização eficiente da Defensoria Estadual ,estas retidas na instituição de ensino sem o devido repasse ao órgão estadual.

26/04 – 11h00 – LABINFOR – Sala 102 – Bloco C – CED

CIRCULAÇÃO ONLINE DE CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL: UMA ABORDAGEM COM FOCO NAS AFFORDANCES

Doutoranda: Larriza Thurler

Banca: Dra. Ligia Maria de Arruda Café e Dr. Adilson Luiz Pinto

Esta pesquisa propõe-se a explorar a circulação de conhecimento em Sites de Redes Sociais, a fim de investigar as affordances (GIBSON, 1979) que estimulam o usuário a compartilhar, buscar, usar e criar conhecimento sobre seu trabalho. O percurso metodológico foi baseado na Teoria Fundamentada em Dados (GLASER, STRAUSS, 1969). Espera-se como resultado a proposição de um modelo de dinâmicas infocomunicacionais que contribuam para aumentar o engajamento entre equipes para circulação do conhecimento.

CONSÓRCIO B

26/04 – 09h00: Sala 204 – Bloco B – CED

FONTES DE INFORMAÇÃO NO ECOSSISTEMA DE STARTUPS DE FLORIANÓPOLIS/SC: SEGMENTO DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO.

Doutoranda: Priscila Machado Borges Sena

Banca: Dr. Rogério Henrique Araújo Júnior e Dra. Ligia Maria de Arruda Café

Neste trabalho propõe-se analisar as fontes de informação mais influentes no processo inovador desse ecossistema. Acredita-se que os resultados desta pesquisa possam cooperar para compreender o fluxo das fontes de informação no Ecossistema de Startups, auxiliando na elevação da qualidade destas e suas sobrevivências pós período incubação.

26/04 – 11h00: Sala 204 – Bloco B – CED

GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO EM INCUBADORAS DE BASE TECNOLÓGICA

Doutoranda: Jéssica Bedin

Banca: Dra. Cristina Freitas e Dr. Rogério Henrique Araújo Júnior

Objetiva-se identificar processos de gestão estratégica da informação que podem facilitar a integração de empresas incubadas. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, com abordagem qualitativa e pode ser classificada como uma pesquisa bibliográfica, documental e estudo de caso. Como resultados, espera-se subsidiar a criação de um modelo de gestão estratégica da informação que possibilite à incubadora ter conhecimento das informações que circulam nas empresas.

CONSÓRCIO C

26/04 – 09h00: Sala de reuniões do CED – 2o andar – Bloco B

CURADORIA DIGITAL: INDICADORES PARA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

Doutoranda: Daniele Feldman

Banca: Dr. Antônio Rodrigues de Andrade e Dr. José Eduardo Santarém Segundo

Objetivo propor um conjunto de indicadores para a avaliação do desempenho da curadoria digital em centros de informação. Objetivos específicos: descrever as características das plataformas digitais dos centros de informação; identificar os indicadores utilizados para curadoria digital nos centros de informação; conceber uma proposta metodológica que possibilite validar os indicadores quanto à validade e incertezas; validar o conjunto de indicadores propostos aplicando-o em centros de informação.

26/04 – 11h00: Sala de reuniões do CED – 2o andar – Bloco B

PROPOSTA DE UM MODELO DE GOVERNANÇA DE TI PARA EMPRESAS DE PEQUENO E MÉDIO PORTE

Doutorando: Maico Gehrmann

Banca: Dr. José Eduardo Santarém Segundo e Dr. Antônio Rodrigues de Andrade

O estudo propõe um Modelo de Governança de TI com foco em empresas de pequeno e médio porte. Justifica-se pela complexidade e dificuldade de implementação dos modelos atuais. Baseia-se nos pilares da Governança de TI, na utilizando dos principais Frameworks de gestão dos processos de TI, nos fundamentos da Gestão da Informação e na utilização de uma Curadoria Digital como base para evolução constante desse modelo. Os resultados apresentados buscam qualificar e embasar o estudo.

APOIO

capes-mec-gf-72012wwww